Quem são Guilherme Boulos e Sonia Guajajara e por que votar 50?


Guilherme Boulos é escritor, ativista político, coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Sua atuação é marcada na luta contra as desigualdades sociais e pelo direito à moradia digna. Boulos teve papel central na resistência democrática ao golpe de 2016 e junto ao MTST, garantiu habitação para 20 mil famílias.
 
 
Sônia Guajajara é hoje uma das maiores lideranças indígenas e ambientais do mundo. Ela é coordenadora executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) Sonia esteve à frente das principais lutas travadas unificando mais de 305 povos em torno de pautas ligadas ao direito de populações tradicionais, a demarcação de suas terras e à reforma agroecológica e agrária.
 
 

5 motivos para votar em Boulos e Sonia para a presidência:


1) Boulos e Sonia representam de fato a nova política

Eles nunca exerceram cargos em nenhum governo e estiveram nos últimos anos em movimentos sociais e lutando nas ruas contra os retrocessos. Boulos e Sonia representam a luta de muita gente e a força da resistência de quem esteve nas ruas lutando por direitos e pela democracia.

2) Boulos e Sonia lutam contra os privilégios e as desigualdades

Apostam no combate aos privilégios para superar a crise e garantir direitos para a maioria da população. Não é justo que juiz ganhando auxílio-moradia com casa própria, com 6,5 milhões de famílias sem moradia. Nem que um trabalhador pague IPVA de seu carro, enquanto quem tem um jatinho e um iate não pague um real de imposto. Para enfrentar desigualdades e garantir direitos, Boulos e Sonia vão combater privilégios!

3) Boulos e Sonia são candidatos pelo PSOL, o partido mais íntegro e combativo do Brasil

O PSOL tem a bancada parlamentar melhor avaliada do país e nunca esteve envolvido em escândalos de corrupção. O trabalho do partido tem sido inclusive enfrentar o que há de pior na política brasileira: foi o PSOL que abriu a ação que cassou o mandato de Eduardo Cunha!

4) Boulos e Sonia apostam em outro modelo de governabilidade

Esse modelo do “toma lá, dá cá”, onde se troca apoio por cargos, não dá mais. Boulos e Sonia vão governar junto com o povo e chamá-lo para decidir as grandes questões do país através de consultas públicas como plebiscitos e referendos.

5) Boulos e Sonia não tem medo de defender as causas que são consideradas “tabus”.

São os únicos que afirmam sem meias palavras o que outras candidaturas não falam. Por exemplo:

- Defendem a legalização do direito ao aborto, para que nenhuma mulher seja presa ou morta por realizar um aborto.

- Defendem a descriminalização das drogas e a legalização da maconha, pois essa guerra às drogas só mata jovens negros nas favelas e não enfrenta o verdadeiro crime organizado.

- Defendem a desmilitarização da polícia, para mudar esse sistema de segurança que só investe em “tiro, porrada e bomba.”

- Defendem a reforma agrária e a demarcação de terras indígenas, sem negociação com a bancada ruralista.